Posts Tagged ‘Vive La Résistance’

Natalia Nissen@_natiiiii

A primeira noite do “Vive La Résistance” superou as expectativas do público e da própria organização do evento. O festival foi realizado no ginásio do Sersa, local desconhecido por muitos amantes do rock and roll em Frederico Westphalen e, mesmo assim, centenas de pessoas prestigiaram a iniciativa.

Mais do que mostrar oposição ao domínio do sertanejo universitário na cidade, o festival se mostrou uma opção de diversão e confraternização. O “Vive La Résistance” proporcionou o encontro de muitas pessoas diferentes que defendem uma mesma ideia: valorização do rock e das bandas locais. Enquanto os principais promotores de eventos trazem atrações de outras cidades e estados, a organização do festival mostrou que é possível fazer uma grande festa com bandas de Frederico Westphalen.

Datavenia, segunda banda a se apresentar no "Vive La Résistance" (Foto: Natalia Nissen)

A banda Fungus iniciou os trabalhos do festival com sucessos de Ramones, Os Cascavelletes, Replicantes, entre outros que embalaram o público por mais de uma hora. Depois foi a vez da Datavenia subir ao palco e fazer o pessoal banguear ao som de Whiskey In The Jar, Domination, Cemetery Gates, Fuel, e outros clássicos de Pantera, Avenged Sevenfold, Motörhead e Metallica. Pouco depois das 3 horas da manhã a Cão de Saia iniciou a apresentação de encerramento da primeira noite de “Vive La Résistance”. Psycho Killer e Seven Nation Army fizeram parte do repertório da banda.

Entre poucas críticas e muitos elogios o “Vive La Résistance” foi sucesso ontem e promete repetir a dose hoje na última noite de festa. O público espera que seja a primeira de muitas edições e que isso seja apenas uma faísca para mostrar à comunidade como vale a pena correr o risco de realizar um evento de rock. Valorizar a produção musical local é apenas um dos incentivos importantes para que o público prestigie os eventos. Como já foi dito, na organização do “Vive La Résistance” participaram as pessoas que acreditam na causa. Nenhuma das bandas que tocam no festival recebeu cachê, as bebidas são a preço de custo e o trabalho da organização é em prol da diversão dos que estiverem presente. A entrada custa R$5, valor simbólico para contribuir com o aluguel, a limpeza do local após o evento e outras despesas.

Hoje, 28 de abril, o festival se encerra com a apresentação das bandas The Elizabeth’s e Tender Trio.  Mais informações na página do evento no Facebook.

Natalia Nissen@_natiiiii

A movimentação nas redes sociais já é grande, mais de 150 pessoas confirmaram presença no evento criado no Facebook e ainda estão ajudando a divulgar a festa através do compartilhamento de fotos, evento e retweets. Parece que a iniciativa em fazer algo agradou a muita gente, são comentários de apoio e parabenização a aqueles que não só reclamam das opções de shows na cidade, mas também fazem acontecer um novo evento.

A banda Áudio Etílico volta a tocar em Frederico Westphalen depois de seis meses do último show e em breve disponibilizará o novo single,”Tenho Usado”, na internet. O vocalista, Zéco Liberalesso, ao falar sobre a importância do “VIVE LA RÉSISTANCE” afirma que de maneira geral o modismo está prejudicando a cena do rock, não só em Frederico Westphalen, mas em todo o estado “esse movimento tem uma grande importância pelo fato de mostrar que o rock’n roll ainda sobrevive e está presente com muita vida no interior do estado e nós, que somos do rock and roll, estamos dispostos a ajudar a disseminar essa ideia”.

Todas as bandas que se apresentam no “VIVE LA RÉSISTANCE” não receberão para isso, estarão fazendo seu show por amor à música e pela parceria à iniciativa e é assim que o movimento pretende ter sucesso garantido. As atrações já estão confirmadas.

Sexta-feira, 27 de abril:

Cão de Saia (classic rock e alternativo)

Datavenia (trash metal)

Fungus (punk)

Sábado, 28 de abril:

Áudio Etílico (classic rock e rock gaúcho)

The Elizabeth’s (punk)

Tender Trio (classic rock)

Algumas das bandas que estarão no “VIVE LA RÉSISTANCE” já passaram aqui pelo The Backstage, para conferir as matérias é só clicar nos links. Mais informações com a organização do evento, pelo telefone 9906-1091 (Juliano – Dudi).

Carol Govari Nunes@carolgnunes

A ideia de promover a VIVE LA RÉSISTANCE saiu da cabeça de três amigos dedicados a um amor comum: Rock’n’Roll. Assim, cansados da opressão cultural observada em todos os leveis, foi decidido que o primeiro passo para um levante seria criar uma alternativa para aqueles que se sentem musicalmente deslocados em seu habitat.

Divulgação

Seguindo o preceito punk “Do It Yourself”, a VIVE LA RÉSISTANCE, que era pra ser apenas uma “festinha” regada à cerveja, tomou forma de um micro festival independente, no sentido mais puro da palavra. O festival não visa lucro, apenas diversão. Ninguém está financiando ou apoiando financeiramente. As bandas toparam participar na camaradagem. Portanto, se você queria uma opção extra para o fim de semana dos dias 27/28 de abril, agora você tem. A cerveja será a preço de custo, R$1,50 a lata e R$2,00 o latão.

Todos estão convidados a participar, porém só entrará na festa quem confirmar presença antecipadamente.

VIVE LA RÉSISTANCE é o primeiro passo numa estrada rumo ao incógnito. Se der certo, terão outras. Se der errado, por teimosia e esperança, faremos acontecer novamente, mas onde isso vai parar ninguém sabe.

VIVE LA RÉSISTANCE!

*Onde: ginásio da SERSA (ao lado da Mabella)

*Quando: dias 27 e 28 de abril

Contato para outras informações: Juliano (Dudi) cel 9906-1091