Posts Tagged ‘Beatles’

Natalia Nissen@_natiiiii

Na próxima sexta-feira, 25 de maio, o projeto The Beatles Day promove um evento para agradar aos beatlemaníacos de Porto Alegre e região. A 1ª Mostra Gaúcha de Colecionáveis dos Beatles acontece na livraria Fnac do Barra Shopping Sul a partir das 19h30min com entrada franca. Os fãs do quarteto vão poder conferir discos, roupas, fotografias, instrumentos originais e vários souvenirs da banda.

A Banda Liverporto faz um pocket-show para encerrar a noite e relembrar os sucessos do início da carreira dos Beatles. Os responsáveis pelo projeto ainda convidam colecionadores a expor e contar suas histórias com os Fab Four. Quem for ao evento usando uma camiseta dos Beatles, ou com alusão ao grupo, concorre a um brinde especial.

“O projeto The Beatles Day é um movimento, que busca fortalecer a cena Beatle em Porto Alegre promovendo apresentações artísticas e discussões a respeito dos “Garotos de Liverpool”. A edição de lançamento aconteceu dia 14 de abril de 2011 no fórum da Livraria Fnac do Barra Shopping Sul, e a partir dessa data a cada dois meses, os fãs tem um encontro marcado para cultuar seus ídolos, compartilhar idéias e canções. Atualmente os encontros ocorrem na capital gaúcha, mas almejamos atingir as outras cidades do Brasil, aumentando a frequência das reuniões de fãs”.

Mais informações no perfil do projeto no Facebook.

Willian Barros Kochhann – @WilliaN_7 *

Ringo Starr emocionou uma legião de fãs no último dia 10 de novembro (Foto: Willian Kochhann)

Na mesma semana que completava um ano da passagem de Paul McCartney na capital gaúcha, Ringo Starr começava a sua primeira turnê com a All Star Band no Brasil, trazendo a Beatlemania de volta ao nosso país. Os boatos de uma possível turnê do eterno baterista dos Beatles começou no inicio de 2011, quando foi postado a seguinte frase no seu antigo twitter:  “Brazil2011”. Até então ninguém sabia se de fato a conta dele era verídica, porém foi o primeiro indício de que ocorreria uma nova turnê mundial do Ringo com a All Star Band e o Brasil estava cotado para receber este evento.

 Após a confirmação das apresentações dele no Brasil, Porto Alegre seria a primeira parada do músico para realizar os seus shows, até então, inéditos para o público brasileiro. Ringo chegou no Rio Grande do Sul sem toda a badalação que seu companheiro de Beatles teve no ano passado, até porque ele chegou da Argentina algumas horas antes do seu show.

Com a pontualidade britânica, Starr subiu ao palco às 21:00 horas ao som de “It Don’t Come Easy”, música que ele “ganhou” de Harrison na década de 70 e trouxe de volta aquela sensação de ir para os anos 60, sentimento que tomou o Ginásio Gigantinho e muitas pessoas se emocionaram por ver ele ao vivo. O público deste show era de todas as idades, desde fãs mais antigos dos Beatles a adolescentes influenciados pela música do quarteto de Liverpool.

Em praticamente duas horas e meia de apresentação, Ringo e a sua banda deram um show de vitalidade e de muita música boa. Ringo cantou, dançou, tocou bateria e não aparentava ter os 71 anos que já possui, muitos desses dedicados à música. No setlist do show havia um misto de canções de sua carreira solo, dos Beatles e dos outros músicos da banda. Destacamos as músicas  “Boys”, “With a Little Help With My Friends”, “I Wanna Be Your Man”, “Yellow Submarine”, “The Other Side of Liverpool”, “Frankenstein” e “What I Like About You” que fizeram o público pular no gigantinho.

Ringo dividiu-se entre os vocais e a bateria durante o show (Foto: Willian Kochhann)

Uma apresentação empolgante regida pela qualidade dos outros músicos, homenagens com balões amarelos em “Yellow Submarine”, todos cantado abraçados em “With a Little Help With My Friends”, cartazes, faixas e uma inteiração da banda com os espectadores foram pontos que ganharam o baterista durante o espetáculo. Ringo distribuía sorrisos e mensagens de “Peace And Love” para onde olhava e assim conquistou os gaúchos com sua simpatia e “brincadeiras” no palco. No final do show ele agradeceu a presença de todos e reforçou o que grande maioria dos artistas falam: “Os brasileiros são os melhores”. Com “Give Peace a Chance”, de John Lennon,  Ringo e a All Star Band fechou com chave de ouro sua apresentação em Porto Alegre.

* Willian colaborou para o The Backstage e também tem um blog.

Natalia Nissen@_natiiiii

Faltam sete dias para mais um ex-beatle desembarcar na capital gaúcha para iniciar uma turnê brasileira. Ringo Starr, acompanhado pela All Starr Band, faz show no Gigantinho no próximo dia 10 de novembro e depois segue para as apresentações em São Paulo (12 e 13), Belo Horizonte (16), Brasília (18) e Recife (20). É a primeira turnê latino-americana do astro que já se apresentou na Cidade do México na terça-feira, faz show no Chile amanhã e, antes de vir ao Brasil, passa por Buenos Aires nos dias 07 e 08.

No quarteto de Liverpool ele foi responsável pela interpretação de importantes canções como “With a Little Help From My Friends” e “Yellow Submarine”. Muitas pessoas não conhecem a carreira solo do artista, que inclui mais de dez discos, mas vale procurar por “I Don’t Come Easy”, “Back Off Boogaloo” e “Photograph”.

Os fãs acreditavam na possibilidade de ver Ringo Starr e Paul McCartney fazendo apresentações juntos e relembrando os grandes sucessos dos Beatles. No último dia 23 de outubro, Ringo deu uma entrevista para o programa Fantástico e falou que ele e McCartney não vão tocar juntos, ele afirma que não há como fazer shows sem os outros Beatles (Lennon e Harrison).

A turnê que passa pelo Brasil tem no repertório músicas da carreira solo, principalmente, do último disco “Y Not”, e ainda, alguns sucessos dos Beatles como “Octopus Garden” do álbum “Abbey Road” de 1969. Ainda há ingressos disponíveis no TicketBis para o espetáculo em Porto Alegre, os preços variam entre R$340 e R$650.

Natalia Nissen@_natiiiii

Nesta quinta-feira, 07, durante uma coletiva de imprensa foi confirmado o show de Paul McCartney no Estádio Olímpico João Havelange (“Engenhão”), no Rio de Janeiro. A apresentação da turnê “Up And Comming 2011” acontece no dia 22 de maio. Antes de vir para o Brasil o ex-beatle se apresenta no Peru, dia 09 de maio, e no Chile, dia 11.

Paul durante show no Rio de Janeiro em 1990 (Foto: divulgação)

As especulações sobre este show começaram já no ano passado, quando foram confirmadas as apresentações em Porto Alegre (07/11) e São Paulo (21 e 22/11). Na época cogitaram um espetáculo no Maracanã, mas este não ocorreu devido à reforma do estádio para as Olimpíadas.

Desta vez a passagem pelo Brasil inclui apenas um show, mas a movimentação de fãs já é grande nas redes sociais. Muitos já se programaram para viajar até o Rio de Janeiro, como é o caso do analista de projetos, Willian Kochhann, 22 anos. Ele foi ao show em Porto Alegre, e mesmo assim, disse que se confirmassem dois na Cidade Maravilhosa ele estaria nos dois, “acho que não há comparação de um show com outro, cada um é único. Ele se transformou em um gaúcho no dia 7 e nos dias 21 e 22 era um paulista. Qual artista que hoje tem essa “capacidade” de contagiar por esses pequenos detalhes?”. Willian ainda comentou que pretende comprar ingresso para a pista prime (o de valor mais alto), porque ir até o Rio de Janeiro e não ficar perto do palco não vale a pena.

João Gabriel, 18 anos, foi ao show em São Paulo e ainda ficou 14 horas em frente ao hotel onde Paul ficou hospedado, “nesse meio tempo conheci muita gente lá, fãs super gente boas; estava tocando violão e uma mulher deu 20 reais na minha mão e disse pra eu ir comer”. João pretende chegar ao Rio e encontrar pessoas que conheceu em uma comunidade do cantor no Orkut, e ressalta que perguntar é o jeito mais fácil de se virar em um lugar que não conhece.

A última visita de Paul McCartney ao Rio foi em abril de 1990, quando houve um recorde de público em show de artista solo: 184 mil pessoas lotaram o Maracanã. Para a apresentação do dia 22 de maio os fãs já preparam as homenagens ao Macca. Entre elas, em determinado  momentos o refrão de uma música será cantado pelo público, além de ser feita uma chuva de papel picado.

Os clientes do banco Bradesco vão poder comprar ingressos na pré-venda que acontece a partir da meia-noite, na próxima segunda-feira, 12. Para os demais interessados a venda começa na quinta-feira, 14, pela internet, telefone e nas bilheterias do estádio Engenhão. Serão vendidos 45 mil entradas, com valores entre R$150 e R$700.

(Atualizado em 14/04/11)

Foi confirmada mais uma apresentação do ex-beatles no Rio de Janeiro, o show vai acontecer no dia 23 de maio, no Engenhão. A pré-venda dos ingressos começa à 0h do dia 16 de abril, e a venda ao público em geral será no dia 18 de abril, a partir das 9 horas. Os ingressos para a apresentação do dia 22 de maio já estão esgotados. E o limite é de 6 bilhetes por CPF; estudante só pode comprar uma meia-entrada.

Mais informações no site Paul In Brazil.

Natalia Nissen@_natiiiii

O evento Magical Mystery Meeting vai acontecer em quatro cidades simultaneamente – Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre – no próximo dia 7 de maio. A ideia é reunir fãs dos Beatles para trocar opiniões, experiências e informações, beatlemaníacos que não viveram o auge do quarteto nos anos 60, mas mesmo assim sabem de tudo sobre a banda. Larah Camargo, estudante, 13 anos, é a idealizadora do Magical Mystery Meeting e nos contou mais sobre o encontro.

– Há quase um mês eu sugeri a ideia no twitter dos Beatles, e recebi muitos comentários positivos. O nome foi sugestão de um dos nossos seguidores, é uma brincadeira com o filme “Magical Mystery Tour” – comenta Larah.

O evento foi inspirado no filme dos Beatles (Foto: divulgação)

A princípio o evento deveria acontecer em todas as capitais do Brasil, mas por questões de organização foram definidas quatro, e cada uma deve ter até cinco responsáveis pelo encontro. Esses representantes têm a função de organizar, divulgar e informar os participantes. O Magical Mystery Meeting vai acontecer em locais públicos, de fácil acesso, no dia 7 de maio a partir das 15 horas. Em Porto Alegre a reunião deve acontecer no Parque da Redenção.

A representante do Magical Mystery Meeting em Porto Alegre, Gabriela Quadros, 16 anos, diz que ainda está pensando nas atividades, “porque ficar lá todo mundo parado se olhando não dá, né?”. Quem tiver sugestões pode entrar em contato com ela pelo Twitter.

Se a ideia der certo e o público comparecer e aprovar o evento, outra edição deve acontecer ainda no segundo semestre deste ano.

Para mais informações acesse os links:

Comunidade no Orkut

Twitter

Natalia Nissen@_natiiiii

– Por que Deus não me fez Elvis?

– Porque estava guardando você para ser John Lennon.

Hoje estreia no Brasil o filme “O Garoto de Liverpool” (2009) – falei dele aqui, uma história de John Lennon com direção de Sam Taylor-Wood. Aaron Johnson não se parece fisicamente com Lennon, mas sem dúvidas, fez uma interpretação admirável de uma personagem que conhecemos bem. O longa mostra a adolescência de John, um jovem solitário que mora com a tia, Mimi, e começou a gostar de Elvis Presley sob a influência da mãe.

"O Garoto de Liverpool" (divulgação)

Mimi é a tia que controla tudo, quer cada coisa no seu lugar e trata o sobrinho com certa frieza. Logo nos primeiros minutos do filme o marido de Mimi, George, morre e John fica sem a figura masculina mais importante que tem. Assim, o jovem decide procurar sua mãe e a partir daí a história realmente começa.

John aprende a fazer música, poesia, e conhece Paul. Lembranças de infância, gaitas, violões, “The Quarrymen”, cigarros e garotas.

A trilha sonora vale por si só. Os amantes da boa música vão ouvir rock’n’roll da melhor qualidade. Beatlemaníacos, ou não, assistam ao “Garoto de Liverpool”. É um drama de encher os olhos e ouvidos.

O filme está em cartaz em alguns cinemas de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Salvador e Porto Alegre.

Assista ao trailer do filme aqui.

Site oficial do filme “Nowhere Boy“.

 

Natalia Nissen@_natiiiii

John Lennon em Nova York (Foto: divulgação)

Há 70 anos nascia o mito John Winston Lennon.  Natural de Liverpool viveu durante uma década nos Estados Unidos, e em 8 de dezembro de 1980 foi assassinado por um de seus fãs, Mark David Chapman. Durante os anos 60 ficou famoso por fazer parte da banda The Beatles, e ao lado de Paul McCartney formar uma das mais importantes alianças musicais – Lennon/McCartney.

Hoje o mundo inteiro comemora o aniversário de seu nascimento, e se estivesse vivo, o que John Lennon estaria fazendo? Ainda seria um ativista pela paz? Estaria ao lado de Yoko Ono? Essas perguntas jamais serão respondidas, mas “Imagine”.

Lennon defendeu o fim da Guerra do Vietnã e gravou a música “Give Peace a Chance”, tornando-se um importante ativista anti-guerra. A música “Imagine” transformou-se em hino de paz e até hoje representa a vontade de milhares de pessoas que desejam um mundo melhor. O músico sonhava com um paraíso, um lugar onde as pessoas não importar-se-iam com religiões ou dinheiro, ninguém morreria de fome – “You may say I’m a dreamer, but I’m not the only one” (Você pode dizer que sou um sonhador, mas não sou o único).

“Lucy in the Sky with Diamonds” e “Come Together” são algumas das músicas de John creditadas à dupla Lennon/McCartney. E a parceria com McCartney ainda rendeu outros sucessos, como “Yellow Submarine”, “With a Little Help from My Friends”, e “I’ve Got a Feeling”.

O eterno garoto de Liverpool (Foto: divulgação)

O artista também foi protagonsita de polêmicas. Durante uma entrevista em 1966 ele afirmou que os Beatles eram maiores e mais populares que Jesus Cristo. Em 2008 o vaticano “perdoou” Lennon, e publicou no diário oficial da Igreja que o comentário do músico não passava de uma “fanfarronice” de um jovem inglês que cresceu ouvindo Elvis Presley e se deslumbrou com o sucesso do rock’n’roll.

Muitas obras foram inspiradas no líder dos Fab Four, e para aqueles que quiserem saber mais sobre John Lennon são várias as opções, desde livros à filmes.

Cartaz do filme "Nowhere Boy" (divulgação)

 

“Nowhere Boy”(2009) é um longa que mostra a juventude de John (interpretado por Aaron Johnson) sem transformar-se em uma biografia tediosa. O jovem inglês passa boa parte da adolescência ouvindo Elvis acompanhado de sua mãe, uma apaixonada pelo rock. Logo ele conhece um garotinho muito talentoso chamado James Paul McCartney que o acompanha em momentos difíceis e juntos alcançam o sucesso com os Beatles.

Trata-se de um filme não somente para os amantes de John Lennon e Beatles, mas também, para todos que admiram uma boa fotografia, uma trilha sonora envolvente e uma história interessante.