Archive for the ‘rock gaúcho’ Category

O primeiro domingo de julho ficou marcado pelo encontro de diferentes gerações do rock gaúcho num local já repleto de histórias: o auditório Araújo Vianna.

Foram 8 horas de muita música e celebração com bandas e artistas consagrados na cena: Taranatiriça, Julio Reny & Os Irish Boys, Defalla, Tenente Cascavel (com integrantes das bandas TNT e Os Cascavelletes), Claudio Veracruz (Bixo da Seda), King Jim (Garotos da Rua), Zé Flávio (Almôndegas), Cokeyne Bluesman, Egisto dal Santo, entre outros.

Entre as bandas da nova cena, selecionadas em um edital, estavam Jota Emme Electroacústico, Le Batilli, Radio Russa, Piratas do Porto, O Mensageiro, Quem é Você Alice?, Adrielle Gauer e Matéria Plástica.  Todas as bandas foram apadrinhadas por algum músico da “velha guarda”, que fez uma participação especial durante os respectivos shows. Por exemplo, Biba Meira tocou bateria durante a canção “Sobre Amanhã”, do Defalla, em uma versão feita por Adrielle Gauer.

IMG_20180701_221318

Tenente Cascavel era uma das bandas mais aguardadas do festival (Foto: Carol Govari Nunes)

A plateia, composta em sua grande maioria por adultos, se mostrou muito mais animada durantes os shows de Julio Reny & Os Irish Boys, Taranatiriça e Tenente Cascavel.

Além das atrações musicais, o festival também homenageou nomes importantes para o rock gaúcho, como a produtora Cida Pimentel, atuante na cena desde a década de 1980 e que ajudou a impulsionar bandas como Garotos da Rua, TNT, Os Cascavelletes e Cachorro Grande, e o produtor musical Reinaldo Barriga, responsável pela produção dos primeiros discos das bandas que participaram da coletânea Rock Grande do Sul, lançada em 1986 pelo selo Pug-RCA, que levou o rock gaúcho para todo o Brasil.

Essa promete ser somente a primeira edição do festival. Os organizadores garantiram, ao final da noite, que em 2019 acontecerá uma segunda edição. Fiquemos no aguardo.

Anúncios

* Ellen Visitário

Há um tempo que eu queria falar sobre a banda Vera Loca, mas não sabia como intercalar com o som dos caras. E então, perambulando na internet, vi o vídeo clipe que eles fizeram sobre a música “Amanhã pode ser bem melhor”, gravado no estúdio Mubemol, com o Humberto Gessinger. Pensei: “Taí uma pauta bacana!”

O convite!

Os integrantes da Vera Loca me contaram que sempre tiveram vontade de convidar o Gessinger para participar de um show deles, mas havia um desencontro nas agendas. Até que a chance de gravar a música – onde a letra é assinada somente pela banda – veio:

“É muito especial essa parceria. Estar com o Humberto em algum momento dessa caminhada da Vera Loca era um sonho da banda. Já havíamos falado com ele em outras oportunidades, convidando para participar de algum show nosso e ele sempre se mostrou afim, porém nunca deram certo as agendas.” – E ainda completou ao dizer que Gessinger não pensou duas vezes em aceitar o convite para gravar esta canção: “Foi muito generoso com a gente, o que só reforçou toda a admiração que temos por ele”, afirmaram os músicos.

Por e-mail, o Humberto também me disse sobre a satisfação em dividir esta parceria com uma banda que está há 15 anos na estrada: “Eu já tinha recebido convites para participar de show da VL, eles fizeram uma gravação bacana de “Parabólica”, mas minha agenda sempre impedia. A participação em estúdio foi mais fácil de armar. Foi um prazer participar”.

Quando duas bandas se encontram…

Para quem não sabe, a Vera Loca nasceu no Rio Grande do Sul, mas que está tomando uma dimensão maior em outros cantos do país. “Quando se fala de música, essas barreiras de tempo e espaço são bem menos importantes do que as pessoas imaginam. É legal tocar com quem se tem afinidade, independente de quando e onde” – destacou Gessinger quando foi questionado sobre essa ligação com uma banda que surgiu em uma época diferente da sua.

E ainda os caras da Vera Loca contaram que sempre se espelharam nos artistas de outras gerações, pois eles se reinventam na música. “A gente tenta seguir os passos. E também esses artistas estão sempre se renovando, nunca acomodados com o que já conquistaram.”

De fato, a internet colabora muito para que as novas bandas do rock gaúcho cresçam na cena musical. Quando eu perguntei ao Humberto Gessinger sobre a sua percepção diante deste universo tecnológico, a resposta foi a seguinte: “Gostaria de ter estas ferramentas quando comecei, se bem que… se minha circunstância fosse diferente, sabe lá como eu seria”, finalizou o músico.

Recentemente, o quinteto Vera Loca lançou um disco de inéditas, intitulado “A certeza de como valeu navegar nesse mar”. E quem também está com novidade na praça é o Humberto Gessinger com a turnê “Desde Aquele Dia” – em comemoração aos 30 anos do álbum “A Revolta dos Dândis”.

* Ellen Visitário é graduanda do 7º período de jornalismo no Centro Universitário FIAM FAAM, em São Paulo/SP. Portfólio: http://ellenvisitario.wixsite.com/portfolio