Callangazoo expande horizontes comportamentais do rock nacional com o lançamento do EP “Brinquedo”

Posted: 23/05/2013 in Entrevista, Experimental, Funk, Psicodelia, Rock
Tags: , , , , ,
capa_brinquedo_callangazoo

Capa do EP “Brinquedo” (Divulgação)

Carol Govari Nunes@carolgnunes

Dia desses chegou ao e-mail do blog um realese da banda Callangazoo. Eu até tinha visto alguns amigos divulgando no facebook, porém, nem sempre a gente consegue ouvir todas as indicações que tem por aí. Mas como eles haviam enviado pra gente, resolvi escutar. Geralmente recebemos coisas muito boas por e-mail e até fazemos amigos, promoções de CD’s e contatos interessantes, e a banda Callangazoo foi uma dessas coisas boas que chegaram até nós. No início, senti um pouco de estranhamento com o som, já que há mistura de influências e harmonias experimentais que diferem bastante das tradicionais que escutamos por aí, mas o som é interessantíssimo.

Formada às vésperas de um carnaval em 2011, a Callangazoo lançou há pouco o segundo EP intitulado “Brinquedo”. No próximo sábado, 25, durante o show da banda no Teatro Gamboa Nova (Salvador/BA), ocorre a primeira exibição do clipe da música que deu nome ao EP.

Com Cebola Pessoa no vocal e guitarra, Bob Nunes no baixo e vocal, Andel Falcão na guitarra e Leo Abreu na bateria, a banda já tinha lançado o primeiro EP homônimo em 2012 e, desde então, apresenta canções atemporais e irreverentes que flertam com os horizontes expansivos e comportamentais do rock nacional. Por e-mail, o vocalista e guitarrista Cebola conversou com o The Backstage e contou que, em 2012, após o lançamento do primeiro EP, eles montaram um show e começaram a apresentar as músicas em Salvador, Feira de Santana e Vitória da Conquista.

Com arranjos que diferem bastante entre si, Cebola disse que “em geral o primeiro contato com as músicas se dá dentro do estúdio, momento em que elas são apresentadas já para serem lapidadas por todos de maneira livre e complementar”. O vocalista também comentou que eles buscam dialogar diversos gêneros, estilos e ritmos dentro de uma mesma canção, o que percebemos claramente em “Brinquedo” e “A viagem do Callangazoo”.

callangazoo_cred_patty_arruda_6

A banda formada em 2011 já tem 2 EP’s e pretende lançar um disco em seguida (Foto: Patty Arruda)

Esse processo experimental  é derivado de um amadurecimento musical que os integrantes trazem como bagagem de outras bandas: antes Cebola cantava nos Truanescos, o baixista Bob Nunes tocou com a Dellas Frias, Andel Falcão tocou guitarra com os Pangenianos e o baterista Leo Abreu já tocou com a Matiz e Enquanto isso… (atualmente também toca com a Falsos Modernos). Em comum, eles têm o hábito de gostar de música sem fronteiras de estilo, gênero ou ritmo e consequentemente trazer isso à maneira de tocar, inspirados especialmente pelo som de alguns grupos do rock nacional, como Secos e Molhados, Mutantes e Tutti Frutti.

O músico comentou que após fazer circular o segundo EP pelos centros consumidores de música independente, eles pretendem iniciar a pré-produção do primeiro disco, ou seja, vem mais coisa por aí.

Você pode baixar o EP completo aqui.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s