Arquivo de Novembro, 2011

Carol Govari Nunes@carolgunes

Repassando um aviso de inegável importância:

No provável último show aberto ao público do Império da Lã no ano, os cavaleiros imperiais decidiram transformar mais uma vez o seu já consagrado “Bailão”, com músicas de Frank Sinatra, Burt Bacharach, Roberto Carlos, Tim Maia, Stevie Wonder, entre outros.., numa verdadeira festa jamaicana, acelerado os “BPMs” das canções e gerando uma catarse e euforia rítmica em arranjos contagiantes e raros de se presenciar ao vivo.

Imagem: divulgação

Vindos dos mais elegantes grupos musicais do estado, os Cavaleiros Imperiais deste espetáculo serão: Carlinhos Carneiro (da Bidê ou Balde), Chico Bretanha (da Groove James), Leonardo Boff (da Funkalister), Sassá (dos Darma Lovers), Marcos Rubenich (dos Walverdes), João Augusto e mais o Fabuloso Naipe de Metais do Império (FNMI), comandado por Rodrigo Siervo (Funkalister/Camerata Brasileira). Mas, sacomé… a emoção bate forte, vai juntando mais e mais gente pra tocar e o Império acaba crescendo e indo além do previamente imaginado… então, só vendo lá na hora o que sai (e o verdadeiro número de músicos no palco)!

Vá pro Ocidente na próxima quinta-feira se despedir do Império em 2011!!!

SERVIÇO:
O QUE – Império da Lã: Bailão Ska
ONDE – OCIDENTE ACÚSTICO – Bar Ocidente – (Av. Osvaldo Aranha, 960, esq. com João Telles), Porto Alegre/RS
QUANDO – Quinta, 01/12/11, 22h
QUANTO – R$20,00

Fonte: Email que recebi do integrante Chico Bretanha.

Imagem: divulgação

“Lucinha”, a nova da Bidê ou Balde

Estou inlove com a música nova da Bidê e aproveito para deixar o link aqui para quem quiser ouvir.

“Lucinha, meu tabasco do feriado
Eu te arranjo um namorado
Se tu disser sim
Lucinha,  meu tabasco do feriado
Eu te arranjo um namorado
Se tu quiser.”

É muita poesia.

Willian Barros Kochhann@WilliaN_7 *

Depois de 6 anos desde a sua última passagem por Porto Alegre o Pearl Jam voltou ao estado para um concerto inesquecível para as mais de 20 mil pessoas que estavam no Estádio do São José (Zequinha) no último dia 11 de novembro. A turnê que a banda vem apresentando é comemorativa aos 20 anos do grupo de Seattle que estourou no inicio da década de 90 junto de outras grandes bandas do cenário Grunge, como o Alice In Chains e o Nirvana, entretanto, foi o Pearl Jam que soube dosar a sua carreira, e assim foi emplacando grandes Hits durante estas duas décadas.

Eddie Vedder conquistou o público com seu "português improvisado" (Foto: Willian Kochhann)

Muito aguardado pelos fãs e por todas aquelas pessoas que não puderam comparecer ao show de 2005, a venda dos ingressos para o evento começou pouco mais de 3 meses antes de sua apresentação na capital gaúcha, e em pouco tempo dois, dos três setores do Zequinha, já não havia mais disponibilidade para a compra, sobrando apenas o ingresso para a pista.

Dois dias antes da apresentação do grupo começaram a se formar as filas nos portões do estádio para conseguir a tão esperada ”grade” e ficar bem perto de seus músicos preferidos. A abertura dos portões e a entrada do público foram de forma tranquila, auxiliada pelos instrutores que cuidavam da organização do evento que realmente merecia nota 10 por todo o seu trabalho desempenhado.

Após a apresentação das duas bandas de abertura, sendo a primeira gaúcha e a outra que está em turnê com os americanos, chega a vez de Eddie pegar o microfone e logo de início fazer o estádio pular com “Why Go” e “Do The Evolution”. O concerto foi recheado de Hits como “Black”, “Jeremy”, “Alive”, “Even Flow” e “Daughter” que eram indispensáveis para os fãs mais antigos da banda.

Muito comunicativo, Eddie Vedder, distribuía sorrisos para todos os lugares onde olhava, e entre as músicas arriscava um português para o delírio do público. Em duas horas e quarenta minutos, o grupo apresentou 32 músicas, sendo algumas covers de músicos que inspiraram o Pearl Jam, como “Rockin’ In The Free World”, “I Believe In Miracles” e a famosa “Last Kiss” que ninguém esperava.

Pearl Jam fez um show de quase três horas de duração (Foto: Willian Kochhann)

Depois da primeira parada de descanso dos músicos, Eddie se arriscou novamente no português e disse que a sua esposa estava de aniversário no dia 11/11 e pediu, carinhosamente, se poderíamos cantar parabéns para ela. Logo o estádio cantava “parabéns para você” e a clássica “é big” para a felicidade do vocalista. Tudo ficou registrado por uma pessoa da produção que gravou e deixaria para que ele mostrasse para a sua mulher. Eddie e outros membros da banda também desceram do palco e foram cumprimentar seus fãs nos corredores que dividiam o gramado do estádio para delírio das pessoas que estava nas grades laterais. Vedder também foi na platéia e buscou um menino de12 anos que estava na grade do show e o colocou do lado do palco para assistir a apresentação da banda, e se não bastasse, ele posou junto da banda na foto de despedida de Porto Alegre.

Perto da meia noite de sábado o Pearl Jam dizia uma “até breve” para os gaúchos. Eddie acenou para Mike para que tocasse mais uma música e então começou a “Yellow Ledbetter” que encerrou de forma gloriosa a série de apresentações do grupo americano em solo brasileiro. Após a canção Vedder disse ”prometemos que vamos voltar logo”, deixando a esperança que não demore mais 6 anos até o próximo show do Pearl Jam em Porto Alegre.

* Willian colaborou com o The Backstage e também tem um blog.

Natalia Nissen@_natiiiii

Os fãs de Heavy Metal comemoram o anúncio da banda (Foto: divulgação)

Depois de muita especulação os fãs de Black Sabbath podem comemorar. A banda anunciou na última sexta-feira, 11, o retorno aos palcos para uma turnê mundial e o lançamento de um álbum de músicas inéditas.

A última apresentação com a formação clássica da banda foi há seis anos nos Estados Unidos. O vocalista Ozzy Osbourne, Tony Iommi na guitarra, o baterista Bill Ward e mais o baixista Geezer Butler iniciam a turnê no dia 10 de junho de 2012 no encerramento do festival “Download” na Inglaterra.

A expectativa para os shows da turnê é grande, já que, no início deste ano Ozzy fez uma turnê e mostrou que está em plena forma. De acordo com a própria banda, essa seria a turnê de despedida definitiva, com gravação de um disco depois de mais de 30 anos desde o último álbum de estúdio do Black Sabbath.

Willian Barros Kochhann@WilliaN_7 *

Ringo Starr emocionou uma legião de fãs no último dia 10 de novembro (Foto: Willian Kochhann)

Na mesma semana que completava um ano da passagem de Paul McCartney na capital gaúcha, Ringo Starr começava a sua primeira turnê com a All Star Band no Brasil, trazendo a Beatlemania de volta ao nosso país. Os boatos de uma possível turnê do eterno baterista dos Beatles começou no inicio de 2011, quando foi postado a seguinte frase no seu antigo twitter:  “Brazil2011”. Até então ninguém sabia se de fato a conta dele era verídica, porém foi o primeiro indício de que ocorreria uma nova turnê mundial do Ringo com a All Star Band e o Brasil estava cotado para receber este evento.

 Após a confirmação das apresentações dele no Brasil, Porto Alegre seria a primeira parada do músico para realizar os seus shows, até então, inéditos para o público brasileiro. Ringo chegou no Rio Grande do Sul sem toda a badalação que seu companheiro de Beatles teve no ano passado, até porque ele chegou da Argentina algumas horas antes do seu show.

Com a pontualidade britânica, Starr subiu ao palco às 21:00 horas ao som de “It Don’t Come Easy”, música que ele “ganhou” de Harrison na década de 70 e trouxe de volta aquela sensação de ir para os anos 60, sentimento que tomou o Ginásio Gigantinho e muitas pessoas se emocionaram por ver ele ao vivo. O público deste show era de todas as idades, desde fãs mais antigos dos Beatles a adolescentes influenciados pela música do quarteto de Liverpool.

Em praticamente duas horas e meia de apresentação, Ringo e a sua banda deram um show de vitalidade e de muita música boa. Ringo cantou, dançou, tocou bateria e não aparentava ter os 71 anos que já possui, muitos desses dedicados à música. No setlist do show havia um misto de canções de sua carreira solo, dos Beatles e dos outros músicos da banda. Destacamos as músicas  “Boys”, “With a Little Help With My Friends”, “I Wanna Be Your Man”, “Yellow Submarine”, “The Other Side of Liverpool”, “Frankenstein” e “What I Like About You” que fizeram o público pular no gigantinho.

Ringo dividiu-se entre os vocais e a bateria durante o show (Foto: Willian Kochhann)

Uma apresentação empolgante regida pela qualidade dos outros músicos, homenagens com balões amarelos em “Yellow Submarine”, todos cantado abraçados em “With a Little Help With My Friends”, cartazes, faixas e uma inteiração da banda com os espectadores foram pontos que ganharam o baterista durante o espetáculo. Ringo distribuía sorrisos e mensagens de “Peace And Love” para onde olhava e assim conquistou os gaúchos com sua simpatia e “brincadeiras” no palco. No final do show ele agradeceu a presença de todos e reforçou o que grande maioria dos artistas falam: “Os brasileiros são os melhores”. Com “Give Peace a Chance”, de John Lennon,  Ringo e a All Star Band fechou com chave de ouro sua apresentação em Porto Alegre.

* Willian colaborou para o The Backstage e também tem um blog.

Natalia Nissen@_natiiiii

A expectativa para o Planeta Atlântida 2012 já toma conta de muitos internautas que aguardam a confirmação de novas atrações para a próxima edição do maior festival de verão do sul do Brasil. Faltam 90 dias para o Planeta Atlântida RS e em Florianópolis a festa acontece nos dias 13 e 14 de janeiro. Os ingressos já estão à venda no site Ingresso Rápido. São esperadas 150 mil pessoas no evento na praia de Atlântida e em Florianópolis e estão previstas, aproximadamente, 70 atrações dividas entre os quatro palcos do festival: Central, E-Planet, Pretinho Convida e Pagoderia.

Frejat e Paralamas do Sucesso no Planeta Atlântida RS 2011 (foto: Diego Vara - divulgação)

Os shows são divulgados de acordo com a popularidade do evento nas redes sociais, uso de determinada hashtag no Twitter e curtidas no Facebook. Por enquanto, as atrações para o Planeta Atlântida RS são: Jota Quest, O Rappa, Ivete Sangalo, Marcelo D2, Armandinho e Charlie Brown Jr.

O lema do Planeta Atlântida é “o planeta de todas as tribos” e as atrações fazem jus a isso, desde reggae a música eletrônica, passando por rock e sertanejo. Grandes nomes da música brasileira e internacional já passaram pelos palcos do festival e fizeram história desde o dia 09 de fevereiro de 1996 quando aconteceu o primeiro Planeta Atlântida.

Fernanda Abreu trouxe a mistura de rap, samba e funk carioca; os Mamonas Assassinas levaram os fãs ao delírio com toda a irreverência da banda que poucas semanas depois do show terminou por causa de um acidente de avião; Paralamas do Sucesso, Titãs, Rita Lee, Maria do Relento, Cidadão Quem, Kleiton & Kledir, Tim Maia, Daniela Mercury, Men At Work, Raimundos, Supla, Tiësto, Fatboy Slim, Charly Garcia, Marky Ramone, entre tantas outras centenas de artistas também participaram do Planeta.

Shana Rocha Nazário, estudante, conta que foi na 11ª edição, em 2006, especialmente para ver o show d’O Rappa e nem a chuva durante os dois dias atrapalhou o público. Ela diz que a festa começa fora do Planeta, na avenida, onde as pessoas dançam ao redor dos carros com som alto e muitos nem entram no festival. ” É uma energia completamente diferente de outras festas e eventos musicais, lá todo mundo parece se divertir com tudo. Essa edição de 2012 vai trazer de novo O Rappa, que faz dois anos que não participa, nesse eu quero ir!” finaliza Shana.

Charlie Brown Jr. volta ao Planeta Atlântida em 2012 (Foto: Diego Vara - divulgação)

Hoje participam do festival os artistas do momento, aqueles que estão fazendo shows quase todas as noites, não falam palavrão e estão sempre com o cabelo impecável. O Planeta Atlântida ainda tem suas atrações memoráveis, cantores e instrumentistas que estão na luta há anos e fazem muito mais a músicas que tocam todos os dias nas rádios. Dizem que tudo é cíclico, inclusive a música, e que daqui a pouco tudo “volta ao normal” e a fase da chapinha, das calças coloridas e do coraçãozinho com as mãos passa.